Consolo para o Aflito

15/12/2014 00:00

 

Muitas são as aflições do ser humano; todos passaram, estão passando ou, passarão por elas. Várias são as necessidades: alimento, água, ar, amor, companhia, realização, esperança, consolo; Por vezes o desânimo e a tristeza, teimam em nos dominar, chegamos às raias do desespero, procuramos socorro por todo lado, família, amigos, conhecidos, líderes espirituais e nada de luz no fim do túnel.

A Bíblia nos encoraja a permanecer firmes e a perseverar na fé: Através de muitas tribulações, nos importa entrar no Reino de Deus: At. 14.22.

A tribulação faz parte da vida do servo do Senhor, mas o consolo também. Deus não perdeu o controle da situação, Ele não nos esqueceu, veja o que ele diz em Isaias 49.13-15: Cantai, ó céus, alegra-te, ó terra, e vós, montes, rompei em cânticos, porque o SENHOR consolou o seu povo e dos seus aflitos se compadece. Mas Sião diz: O Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim. Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti.

Pode confiar, Deus é fiel à sua Palavra.

O propósito do consolo celestial é inspirar-nos a dirigir e olhar para o que Deus ainda vai realizar.

O apóstolo João, com mais de 90 anos, no fim da vida, ainda olhou para o futuro, quando estava na ilha de Patmos, escrevendo o livro de Apocalipse. Foi arrebatado no espírito e teve visões fantásticas do que iria acontecer no fim dos tempos. Com elas recheou as páginas do mais extraordinário livro das Escrituras; ele se interessava pelo que Deus ia fazer e ainda acreditava nos dias que viriam, ainda esperava algo da vida, apesar das muitas aflições, tribulações e sofrimentos.

O consolo celestial não é um conforto qualquer, não foi feito de promessas vazias. Ele é dado pelo próprio Rei da glória que nos dá toda a garantia, pois controla todo o universo e vela por fazer cumprir a sua Palavra: E disse-me o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la.(Jr. 1.12)

Por vezes deixamos de ver a mão de Jesus nos acontecimentos, vítimas de uma verdadeira miopia espiritual. Ficamos assustados com os fatos e desanimados entregamos os pontos, nem percebemos que a mão do Senhor está operando por trás de tudo, promovendo restauração, cura, libertação e socorro em meio às aflições.

Jesus disse á João em Apocalipse 1.18: “Sou aquele que vive. Estive morto mas, agora estou vivo para todo o sempre!” Ele diz também a mim e a você: Não temas!! Ele manda o consolo e livramento, pois sabe o que sentimos.

Onde houver uma pessoa precisando de Jesus, passando por aflição, Ele estará ali, independente do lugar; O Senhor dará conforto, enxugará dos olhos toda a lágrima.

Só precisamos permitir que o cuidado, a promessa e a presença de Cristo consolem o nosso coração.

Lembre-se Jesus não mostra a luz no fim do túnel. 

Ele É a luz no túnel ou em qualquer lugar.

 

Lidiomar T. Granatti

Texto extraído do site Reflexões Evangélicas - 15/12/14