JESUS, O MAIOR PRESENTE DE DEUS

01/02/2014 16:00

 

"Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou..." Rm 8.32

 

    O nascimento de Jesus fala-nos do insondável amor de Deus. Ele nos amou desde a eternidade. Deus nos amou não porque merecíamos ser amados. Amou-nos quando éramos fracos, ímpios, pecadores e inimigos. Ele nos amou sendo nós filhos da ira. Amou-nos e deu-nos seu Filho Unigênito. Amou-nos e não poupou a seu próprio Filho. Amou-nos e deu-o como oferta pelo nosso pecado.

    Entregou-o para ser cuspido pelos homens e ser pregado numa cruz como nosso substituto. O nascimento do Rei revela que há uma estreita conexão entre a manjedoura e a cruz. O Rei da glória entrou no mundo como o Cordeiro de Deus. Ele nasceu para morrer. Jesus é o nosso Cordeiro Pascal. Ele foi imolado em nosso lugar. Seu sangue foi vertido para expiar os nossos pecados.

    É pela sua morte que recebemos vida. É pelo seu sacrifício que somos perdoados, remidos e reconciliados com Deus. O nascimento do Rei abriu-nos o caminho de volta para Deus. Ele mesmo é o caminho do céu. Ele é a porta da glória. Por meio dele temos livre acesso ao Pai e podemos entrar confiadamente na presença daquele que está assentado no trono.

 

Texto extraído do livro "Cada dia Natal"

Jesus, a nossa esperança - Hernandes Dias Lopes