TESOUROS NO CÉU

20/03/2013 10:44

 

 

 

 

 

 Leitura Bíblica: Mateus 6:19-21

 

 

Dizem que Alexandre o Grande teria expressado assim seus três últimos desejos antes de morrer:

1. Que seu caixão fosse tranportado pelos melhores médicos da época;

2. Que seus tesouros conquistados (prata, ouro e pedras preciosas) fossem espalhados no caminho até seu túmulo;

3. Que suas mãos fossem deixadas fora do caixão, à vista de todos.

    Um dos seus generais, admirado com esses estranhos desejos, teria perguntado o motivo de tais pedidos, explicados a seguir por Alexandre;

    "Quero mostrar que os médicos não têm poder de cura perante a morte; que as pessoas vejam que os bens materiais que conquistamos aqui permanecem e também que entendam que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partiremos".

    A vida de Alexandre, mesmo se ele for de fato o autor dessas palavras, não foi um bom exemplo. No entanto, ele foi um grande líder e herói. Se o fato for verídico, deixou-nos três lições preciosas que deveriam nortear nossa vida. Infelizmente muitos vivem como se nunca fossem morrer. Ajuntam para si tesouros na terra, como se aqui fosse o céu. Outros trabalham tanto durante a vida toda que nem lhes sobra tempo para aproveitar. Há quem invista todos os seus esforços no trabalho, comprometendo sua saúde, e depois tem de gastar todo o dinheiro que guardou com tratamentos médicos e remédios, tentando adiar um pouco a morte.

    A vida terrena é uma só e é curta. Alexandre o Grande morreu aos trinta e três anos. Provavelmente você viva mais que ele; talvez já passou dos trinta faz tempo. No entanto, todos partiremos deste mundo mais cedo do que gostaríamos e vamos nos encontrar com Deus. E o que será depois? Jesus disse que devemos acumular tesouros no céu, pois estes são os que realmente têm valor para Deus. Onde você está investindo o seu tesouro?

 

Os tesouros daqui fogem de nós, os do céu vêm ao nosso encontro.

 

Texto extraído do livro "Pão Diário" nº 14